Última hora
This content is not available in your region

Turcos protestam contra controlo governamental da Internet

Turcos protestam contra controlo governamental da Internet
Tamanho do texto Aa Aa

Em Istambul, este sábado, a polícia antimotim utilizou canhões de água para dispersar manifestantes.

Mais de um milhar de pessoas protestava contra um projeto-lei que permitirá ao governo turco alargar o controlo da utilização pública da Internet.

Caso seja aprovado, o documento prevê que sem decisão dos tribunais a autoridade turca para as telecomunicações possa bloquear websites acusados de violação da privacidade.

“Estou aqui para defender o meu direito de utilizar a Internet. Não é justo ser banido quando se paga o serviço. Protesto contra isso. A censura é um crime”, disse um dos manifestantes.

Por seu lado o Governo rejeita as acusações de censura e argumenta que pretende proteger a privacidade.

A pressão sobre o Primeiro-ministro Recep Tayyip Erdogan é cada vez mais acentuada, principalmente após os casos de corrupção que envolvem personalidades que lhe são próximas.

“Apesar da violência esporádica durante a manifestação contra a lei que limita a utilização da Internet, os protestos terminaram aqui. Contudo os ativistas continuarão sem parar o esforço para impedir a lei sobre a comunicação social”, sublinhou Bora Bayraktar, da Euronews, em Istambul.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.