Última hora
This content is not available in your region

Rosetta desperta e envia sinais para Terra

Rosetta desperta e envia sinais para Terra
Tamanho do texto Aa Aa

Um primeiro sucesso num projeto que começou há dez anos e custou mil milhões de euros à Agência Espacial Europeia (ESA). Em hibernação há três anos para poupar energia, a nave Rosetta despertou e começou a enviar um sinal para a Terra.

A 600 milhões de quilómetros de distância do nosso planeta, vai agora ao encontro do cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko, no qual vai orbitar. Depois, se tudo correr bem, lança uma sonda com a missão de aterrar no astro e enviar para a Terra dados sobre a composição química.

O projeto, desenhado ao milímetro, está a funcionar, uma década depois. Pensa-se que os cometas sejam restos da formação do sistema solar, ocorrido há mais de 4,5 mil milhões de anos.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.