Última hora
This content is not available in your region

UE decide enviar missão militar para RCA

UE decide enviar missão militar para RCA
Tamanho do texto Aa Aa

A União Europeia (UE) decidiu enviar entre 500 e mil soldados para ajudar estabilizar a República Centro-Africano, num acordo obtido, esta segunda-feira, pelos ministros dos Negócios Estrangeiros, reunidos em Bruxelas.

Mais de um milhão de pessoas já fugiram da espiral de violência no país com 4,5 milhões de habitantes, que sofreu um golpe de Estado em março de 2013, liderado por rebeldes muçulmanos contra a maioria cristã.

O receio de possível genocídio levou à decisão de envio de soldados da UE de várias nacionalidades, mas não portugueses, que deverão juntar-se ao contigente francês. A antiga potência colonizadora já está no terreno há alguns meses, apoiada por uma missão da União Africana.

A correspondente da euronews em Bruxelas, Audrey Tilve, explica que “falta ainda obter luz verde das Nações Unidas, planificar a operação, ver exatamente quem faz o quê e obter também a aprovação dos parlamentos dos países onde é obrigatória. Por tudo isto, a missão não deverá estar no terreno antes do final de fevereiro”.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.