Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Investigação: Elite chinesa recorre a paraísos fiscais

Investigação: Elite chinesa recorre a paraísos fiscais
Tamanho do texto Aa Aa

O Comunismo tem limites na China. O Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação revela que há 37 mil chineses e habitantes de Hong Kong com ativos em paraísos fiscais, incluindo familiares dos principais líderes comunistas.

O regime protesta. Pequim questiona a veracidade das informações e bloqueou o acesso às páginas internet de jornais europeus e norte-americanos que publicam a notícia.

Qin Gang, porta-voz da diplomacia chinesa afirmou: “Não conheço todos os pormenores. Mas do ponto de vista do leitor, a lógica desse artigo não é convincente, o que levanta dúvidas sobre as verdadeiras intenções”.

A lista inclui nomes de familiares dos líderes do regime, tal como o filho e o genro do ex-primeiro-ministro Wen Jiabao, mas também do cunhado do presidente Xi Jinping, que alegadamente possui metade de uma empresa nas Ilhas Virgens.

O mesmo grupo internacional de jornalistas já tinha divulgado outras informações sobre paraísos fiscais no verão passado.