Última hora
This content is not available in your region

Holanda cresceria mais se saísse da UE, alegam nacionalistas

Holanda cresceria mais se saísse da UE, alegam nacionalistas
Tamanho do texto Aa Aa

O holandês Geert Wilders, líder do Partido da Liberdade, de cariz nacionalista, voltou a pedir a saída do seu país da União Europeia (UE), argumentando que a economia cresceria 10% numa década.

Wilders divulgou, esta quinta-feira, um estudo encomendado a uma empresa de consultoria britânica, que lhe deu o título “Nexit”, numa alusão à saída.

“Nexit significaria que deixaríamos de ter de pagar milhares de milhões a Bruxelas e aos países fracos do sul da Europa, que poderíamos economizar milhares de milhões ao libertarmo-nos dos regulamentos da UE, que poderíamos travar a imigração em massa e deixar de pagar subsídios da segurança social aos búlgaros e aos romenos, por exemplo”, disse o político.

O ministro das Finanças da Holanda já veio criticar o documento, alegando que o país tira grandes benefícios do facto de integrar o mercado da UE e de ter aderido à moeda única.

Mas com a atual crise na zona euro, Geert Wilders tenta capitalizar votos nas próximas eleições para o Parlamento Europeu, onde quer lutar contra uma maior integração da UE.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.