Última hora
This content is not available in your region

Bruxelas abre consulta pública sobre tráfico de animais

Bruxelas abre consulta pública sobre tráfico de animais
Tamanho do texto Aa Aa

A França deu o exemplo, esta semana, como o primeiro país europeu a destruir toneladas de marfim a fim de sensibilizar a opinião pública para a luta contra o tráfico de animais.

Para criar uma estratégia comum aos 28 Estados-membros, a Comissão Europeia anunciou a abertura de uma consulta pública sobre o problema.

O comissário europeu para o Ambiente, Janez Potoċnik, realçou que não estão “a falar de turistas que trazem corais na bagagem, mas de um negócio multibilionário ilegal através de redes criminosas internacionais que utilizam rotas e métodos semelhantes aos dos traficantes de drogas, armas e seres humanos”.

Enquanto ponto de trânsito, mas também destino final, a Europa entra num circuito que começa em África, com o abate ilegal de milhares de rinocerontes e de elefantes.

O marfim é sobretudo cobiçado na Ásia, onde é considerado um símbolo de poder e prosperidade.

A UE pede agora aconselhamento a peritos governamentais, grupos da sociedade civil e do setor privado sobre ferramentas para combater o tráfico e sobre a eficácia de sanções penais mais fortes.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.