Última hora
This content is not available in your region

Brahimi pede desculpa por falhanço nas negociações sírias

Brahimi pede desculpa por falhanço nas negociações sírias
Tamanho do texto Aa Aa

A última ronda de negociações para a paz na Síria terminou sem qualquer acordo. O governo de Bashar el-Assad e os representantes da oposição mantiveram as posições e continua a não haver fim à vista para a guerra.

Os delegados da oposição sofreram um golpe, ao mesmo tempo que a reunião decorria. Os nomes foram juntos à lista de terroristas por parte do governo de Assad e os bens penhorados pelo Estado, o que faz com que tão cedo não possam regressar ao país.

O enviado da ONU e da Liga Árabe, Lakhdar Brahimi, foi obrigado a pedir desculpas: “O que foi conseguido em relação a Homs deu esperança de que esse fosse o início do fim desta terrível crise. Peço desculpa por, no fim destas duas rondas, não termos conseguido muito”.

Um acordo que permite uma evacuação parcial de Homs fez com que a cidade tenha, finalmente, podido começar a receber ajuda humanitária – comida e medicamentos. Mas a Cruz Vermelha Internacional reconhece que as negociações foram um fracasso.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.