Última hora

Uganda aperta o cerco a homossexuais

Uganda aperta o cerco a homossexuais
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A partir de agora, a homossexualidade passa a ser um crime punível com prisão perpétua no Uganda. A lei, promulgada pelo chefe de Estado, é criticada pelos Estados Unidos e por organizações de defesa dos direitos humanos.

Também, a promoção da homossexualidade passa a ser considerada crime com penas entre os de cinco a sete anos de prisão.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.