Última hora

Kiev acusa Moscovo de provocação militar

Kiev acusa Moscovo de provocação militar
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O governo de Kiev acusou Moscovo de estar a realizar uma “invasão armada” após a ocupação dos aeroportos de Belbek e Simferopol na Crimeia e denunciou a violação de seu espaço aéreo.

Até o momento, 13 aviões militares russos Il-76, cada um com 150 paraquedistas a bordo, ou seja, 2 mil homens no total, aterraram no aeroporto militar de Gvardiiski, nas proximidades de Simferopol.

O presidente interino ucraniano Oleksandr Turchynov acusa a Rússia de querer provocar um cenário de guerra e criar um conflito como o da Abkházia.

“Eles estão a provocar um conflito militar. De acordo com os nossos serviços de inteligência, eles estão a tentar implementar o cenário que é muito semelhante à Abkházia. Eu pessoalmente abordei o Presidente Putin e exigi que páre imediatamente com as provocações e que retire as tropas da República Autónoma da Crimeia”.

O correspondente da euronews que se encontra na região explica:
“Finalmente, aqui estão os veículos militares russos placas de matrícula e sinais de identificação . Eles estão na estrada de Sevastopol para Simfereopol . Mas não sabemos para onde vão”.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.