Última hora
This content is not available in your region

China responsabiliza separatistas uigures pelo ataque em Kunming

China responsabiliza separatistas uigures pelo ataque em Kunming
Tamanho do texto Aa Aa

A segurança foi reforçada na estação ferroviária de Kunming, no sudoeste da China, horas depois de um ataque que provocou 33 mortos e 130 feridos.

Este sábado, um grupo de homens entrou na estação e matou à facada passageiros e trabalhadores. O ataque ainda não foi reivindicado, mas as autoridades chinesas apontam o dedo aos separatistas de Xinjiang, no noroeste do país, uma região de minoria uigure.

Algumas organizações uigures no exílio vieram, entretanto, a público negar que o envolvimento de elementos desta etnia no ataque. Uma minoria que dizem estar a perseguida por Pequim.

Tudo aconteceu por volta das nove e meia da noite, hora local, altura em que cerca de 10 homens vestidos de preto começaram a desferir golpes sobre quem encontraram pela frente.

Cinco acabaram por ser mortos pela polícia. Os restantes continuam a monte.