A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Militares russos regressam às bases após treinos na fronteira com a Ucrânia

Militares russos regressam às bases após treinos na fronteira com a Ucrânia
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A Rússia mandou regressar às bases, as tropas envolvidas em exercícios perto da fronteira com a Ucrânia.

Recorde-se que, esta segunda-feira, o embaixador russo na ONU, Vitali Tchurkine, garantiu que Viktor Ianukovitch “pedira a utilização das forças armadas da federação russa para proteger a população ucraniana”, numa carta enviada quando o deposto presidente da Ucrânia ainda estava no poder.

Vladimir Putin assistiu, em pessoa, aos exercícios militares na zona ocidental da Rússia, e nos quais estiveram envolvidos 150 mil homens, 880 tanques, 90 aeronaves e 80 navios.

Forças que Moscovo mandou, entretanto, regressar às bases no que é visto por alguns analistas como uma tentativa de apaziguar a tensão face ao ocidente, receoso de uma guerra na Ucrânia.