Última hora
This content is not available in your region

Ucranianos pro Kiev da Crimeia apelam ao boicote do referendo

Ucranianos pro Kiev da Crimeia apelam ao boicote do referendo
Tamanho do texto Aa Aa

A consulta foi organizada à pressa e os ucranianos pró Kiev realizaram esta sexta-feira uma manifestação para promoverem o boicote.

Na região os observadores internacionais foram impedidos de entrar e os jornalistas agredidos por milícias pró russas.

“ O nosso povo não vai participar no referendo, consideramos nossa obrigação boicotar o chamado referendo”

“ Somos a favor da integridade do nosso país sempre fomos ucranianos e vamos continuar”.

« Queremos viver na Ucrânia , este referendo é ilegal , é uma fraude, e eles estão a fzer um voto contra a nossa vontade , sob a pressão de metralhadoras»

Nas mesas de voto haverá “representantes da população”, pessoas comuns que puderam inscrever-se, nos últimos dias como voluntários.

As televisões ucranianas foram encerradas na península por serem consideradas provocadoras.

Este deputado do parlamento da Crimeia, líder da maioria pró Rússia explica : “ Nós escolhemos a Rússia a partir do ponto de vista da nossa defesa necessária. A Federação da Rússia protege-nos. Quero chamar a atenção para o facto de aqui está tudo calmo. Não há preocupações, as pessoas são mais felizes porque sentimos que estamos em segurança com a Federação da Rússia “

As equipas constituídas por elementos da “autodefesa”, os representantes do Estado e os voluntários farão uma primeira contagem dos votos, à porta fechada. Depois enviarão os boletins para o parlamento, onde será feita a contagem final, na presença apenas dos deputados.