A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Guiné Conacri garante ter contido surto do vírus Ébola

Guiné Conacri garante ter contido surto do vírus Ébola
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Está em vigor a proibição de comer morcegos e outros animais de floresta na Guiné Conacri. As autoridades anunciaram ter contido o surto do mortífero e contagioso vírus Ébola.

De acordo com os Médicos Sem Fronteiras, desde de terça-feira, houve apenas mais dois casos suspeitos, passando de 86 para 88. Mas 63 pessoas já morreram.

“Os guineenses devem ter em conta a prevenção. Isso significa, em primeiro lugar, não comer todo o tipo de roedores que podem transmitir a doença. Quero dizer cútis, ratos, morcegos, carne crua de macaco, que infelizmente ainda é consumida na floresta”, afirma Mamadou Saliou Bah, diretor do laboratório Alemão-Guineense em Conacri.

Todo o cuidado é pouco, países não atingidos, como a Costa do Marfim, encontram-se em alerta. Estão em curso campanhas de sensibilização

“É uma ameaça real e estou verdadeiramente assustado. Gostaria que os peritos em saúde se unissem para encontrar uma maneira de acabar com esta ameaça”, diz este estudante de Abidjan.

O vírus começa inicialmente por provocar febre, dores de cabeça e musculares, conjuntivite e fraqueza, seguem-se vómitos diarreia e hemorragias. Depois, na maioria dos caos, surge a morte.