Última hora

Última hora

Libertados jornalistas espanhóis raptados na Síria

Em leitura:

Libertados jornalistas espanhóis raptados na Síria

Libertados jornalistas espanhóis raptados na Síria
Tamanho do texto Aa Aa

Foram libertados os dois jornalistas espanhóis sequestrados há seis meses. Javier Espinosa, correspondente do “El Mundo”, e o fotógrafo independente Ricardo García Vilanova estavam ao serviço deste periódico quando foram raptados, na Síria, pelo Estado Islâmico do Iraque e do Levante, grupo afiliado à Al-Qaida.

Os dois profissionais foram sequestrados, a pouca distância da fronteira com a Turquia, quando se preparavam para abandonar a Síria, após duas semanas de reportagem no leste do país.

Espinosa e García estão já a caminho de Madrid onde chegarão ainda este domingo.

Esta não foi a primeira vez que o fotógrafo foi raptado na Síria, por homens do mesmo grupo.

Segundo o Comité para a Proteção dos Jornalistas, desde 2013, morreram pelo menos 29 jornalistas enquanto cobriam os acontecimentos na Síria.