A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Sobreviventes do sismo protestam no norte do Chile

Sobreviventes do sismo protestam no norte do Chile
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Várias dezenas de pessoas manifestaram-se, durante a noite desta sexta-feira, na cidade de Iquique, no norte do Chile, em protesto pela falta de ajuda governamental, após o terremoto da última terça-feira.

Exigindo das autoridades cobertores, roupas e a reposição dos serviços de água e electicidade, deitaram fogo a barricadas e interromperam o trânsito.

Iquique, capital da região de Tarapcá, a cerca de dois mil quilómetros de Santiago, foi uma das mais atingidas pelo sismo de terça-feira, que também causou grandes estragos nas regiões de Antofagasta, Arica e Parinacota.

Entretanto, a presidente chilena, Michelle Bachelet, deu ordens aos ministros do Interior, Rodrigo Peñailillo, e da Defesa, Jaime Birgos, para que se desloquem a Iquique e acelerem a segunda fase do plano de ajuda.

Desde o início da semana, o Chile foi atingido com uma série de tremores de terra. O mais forte aconteceu na última terça-feira – a região norte sofreu um sismo de 8,2 graus na escala Richter, que causou seis mortos, vários feridos e danos materiais.