Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Voo MH370: Detetados novos sinais

Voo MH370: Detetados novos sinais
Tamanho do texto Aa Aa

A Austrália anunciou esta segunda-feira terem sido detetados novos sinais “compatíveis” com os emitidos pelas caixas negras dos aviões, durante as operações de busca pelo Boeing 777 da Malaysia Airlines, desaparecido a 8 de março.

Um navio da marinha australiana equipado com um localizador da marinha norte-americana captou dois sinais – o primeiro durou duas horas e 20 minutos e o outro 13 minutos, mas evitar falsas esperanças é prioritário.

“Gostaríamos de dizer ás famílias que encontrámos a localização, mas até ser confirmado, não devemos ser demasiado otimistas. Temos de ser comedidos porque não queremos levar às famílias um choque emocional, baseado em deteções falsas”, sublinhou o capitão Mark Matthews da marinha dos EUA.

Os pontos onde se encontram o navio chinês que detetou sinais idênticos na sexta-feira e no sábado e o navio australiano, coincidem com os extremos sul e norte da zona de buscas delimitada.

“Os novos dados das últimas horas são a pista mais promissora que tivemos até agora. Apelo a todos os malaios e à comunidade internacional para se unirem nas orações e não perderem a esperança”, disse o ministro dos transportes da Malásia, Hishammuddin Hussein.

Doze aviões, incluindo nove militares, e 14 navios patrulham o Oceano Índico, a cerca de dois mil quilómetros da costa ocidental da Austrália, na tentativa de encontrar destroços do avião num perímetro de 234 mil quilómetros quadrados.