A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Israel: Ultraortodoxos protestam contra serviço militar obrigatório

Israel: Ultraortodoxos protestam contra serviço militar obrigatório
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

5 judeus ultraortodoxos foram detidos, esta quinta-feira, em Jerusalém, Israel.

Os jovens foram detidos depois de terem entrado em confronto com as forças de segurança, durante uma manifestação contra o serviço militar obrigatório.

Centenas de jovens ultraortodoxos manifestavam-se em apoio aos homens que se recusaram a comparecer nos centros de recrutamento.

Israel aprovou uma nova lei que aboliu a exceção de cumprimento do serviço militar obrigatório, de 3 anos, que beneficiava os judeus ultraortodoxos.

O sistema de isenções tinha sido alvo de críticas por vários setores da sociedade.

Os líderes ultraortodoxos afirmam que servem Israel através do estudo religioso e da oração e temem que a obrigatoriedade universal do serviço militar ameace o seu modo piedoso de vida.