Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Eleições presidenciais na Argélia

Eleições presidenciais na Argélia
Tamanho do texto Aa Aa

Hoje na Argélia cerca de 23 milhões de eleitores escolhem o Presidente da República.

O candidato favorito é o atual Presidente, Abdelaziz Bouteflika, de 77 anos e há 15 no cargo, que está a seguir um programa de recuperação da fala e da mobilidade após ter sofrido um AVC.

Há seis candidatos na corrida, não foram feitas sondagens e os observadores estão de acordo quanto ao favoritismo de Bouteflika, mas o seu principal opositor, Ali Benflis, derrotado nas presidenciais de 2004, afirmou que o seu “principal adversário” é a fraude eleitoral que já então denunciou, pelo que mobilizou 60.000 observadores eleitorais para as assembleias de voto em todo o país.

A recandidatura de Bouteflika suscitou uma contestação inédita no país, protagonizada, entre outros, pelo movimento da sociedade civil Barakat e pela coligação de cinco partidos da oposição, que defende um boicote eleitoral e pediu a Ali Benflis que se “retire da corrida e deixe o chefe de Estado cessante sozinho na arena”.