Última hora
This content is not available in your region

Jean-Claude Junker/CDU: imparcial mas conciliador

Jean-Claude Junker/CDU: imparcial mas conciliador
Tamanho do texto Aa Aa

Jean-Claude Juncker, luxemburguês de 59 anos, advocado de formação, é um dos dirigentes políticos europeus mais experimentados. Foi primeiro-ministro durante 19 anos, ministro das Finanças do Luxemburgo outros 20 anos. É filho de um metalúrgico, social cristão, considerado como um dos criadores do euro.

No auge da crise da zona euro, é Juncker que preside ao eurogrupo, é ele que organiza os planos de resgate dos países asfixiados pelos mercados financeiros. Em 2010, propôs a criação de uma agência europeia da dívida que pudesse emitir “eurobonds” mas deparou-se com a oposição da chanceler alemã Angela Merkel. Hoje, não se fala mais no assunto.

Junker apresenta-se de modo a não deixar dúvidas:

“Não se deixem confundir por aqueles que lançam continuamente o boato de que Junker não tem o apoio da CDU por defender os eurobonds. Não haverá eurobonds – títulos que representem todos os países da zona euro – comigo na presidência da Comissão nos próximos cinco anos porque não foram introduzidos”.

Tido como imparcial e conciliador, mas também cáustico e subtilmente carismático, Jean Claude Juncker foi eleito cabeça de lista pelo Partido Popular Europeu.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.