Última hora

Wade volta ao Senegal ao fim de dois anos

Wade volta ao Senegal ao fim de dois anos
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Depois de dois anos de exílio, ex-chefe de Estado do Senegal está de regresso a casa.

Abdoulaye Wade deixou o país após a derrota nas presidenciais onde concorria a um terceiro mandato.

Volta ao Senegal numa altura em que o filho, Karim Wade, ser prepara para ser julgado por enriquecimento ilícito.

Aos apoiantes que o aguardavam, em Dacar, apresentou outro argumento:

“O que mais pesou na minha decisão foi saber que a população estava a sofrer e que nada mais lhe resta.”

O avião fretado pelo político de 87 anos partiu de Paris e fez escala em Casablanca, mas de acordo com Wade só teve autorização para voar no espaço aéreo do Senegal e para aterrar ao fim de 48 horas.

Os apoiantes que aguardavam pela chegada do ex-presidente acabaram por se envolver em confrontos com a polícia.

Imagens que fazem lembrar os tumultos de 2012 originados com a candidatura de Wade a um terceiro mandato, contrariando a própria Constituição.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.