Última hora

Última hora

As magnificências de "The Little Rann"

Em leitura:

As magnificências de "The Little Rann"

As magnificências de "The Little Rann"
Tamanho do texto Aa Aa

Um céu semeado de estrelas, difícil de ver nas grandes cidades, seguido de um nascer do sol de tirar o fôlego…

À luz do dia a imensidão do “The Little Rann” no deserto de Gujarat, na Índia, estende-se até perder de vista

“The Little Rann” faz fronteira com o “Greater Rann” de Kutch no oeste da Índia.

Para o fotógrafo de vida selvagem Devjibhai é este o seu lar. Aqui todos o conhecem como “O homem do deserto”.

“Sempre que nos deslocamos aqui, este lugar oferece-nos uma nova perspetiva na vida. Aqui estás unido com a natureza, sozinho… Aqui a tua mente regenera-se”, considera Devjibhai.

Devjibhai passou a conhecer, em profundidade, os cerca de 5 mil quilómetros quadrados que constituem “The Little Rann”. O fotógrafo patrulha, com o seu velho jipe, toda a região, mantendo registo da fauna característica do Gujarat.

“The Little Rann” de Kutch é o único lugar, no mundo, onde se pode avistar o burro indiano em estado selvagem. Para ajudar a preservar este animal, em vias de extinção, o governo indiano criou, em 1972, um santuário para o burro selvagem. Cerca de 5 mil quadrúpedes vivem aqui.

O deserto é também o lar de outros mamíferos únicos, como o lobo indiano, a raposa do deserto e o antílope nilgó, mas o habitante que, talvez, prenda mais a atenção é o flamingo.

Durante a monção o Rann fica submerso cerca de um mês, entre novembro e fevereiro. Os níveis de água são, suficientemente, elevados, transformando o Rann num verdadeiro paraíso para os amantes de aves.

Em 2008 foi criada uma Reserva da Biosfera para preservar o Rann…

Apaixonado pelo deserto, Devjibhai fundou um acampamento ecológico, na orla, onde os visitantes podem experimentar a beleza do deserto, em primeira mão, pernoitando em cabanas tradicionais.

Os safaris são, também, uma opção…

Para esta turista alemã, Brirgid Fritsch, “foi fascinante ver como fazem o sal e ver o burro selvagem. Nunca tinha visto animais tão maravilhosos e havia muitos flamingos e outras aves,” conclui.

Outrora toda a região do “The Little Rann” esteve no fundo do mar, é por isso que as salinas são parte integrante da paisagem. A região é a principal fornecedora de sal de toda a Índia.

Devido à criação da Reserva da Biosfera, o objetivo é encontrar alternativas de vida aos habitantes…

“Se, no futuro, o governo incentivar as pessoas da orla do deserto a envolverem-se com a conservação da vida selvagem, atuando como guias turísticos do Rann, isso iria beneficiá-los e, ao mesmo tempo, preservar a vida selvagem”, afirma o empresário local, Jumed Malik.

A região do deserto de Gujarat é, também, conhecida pelo artesanato: esculturas de pedra, têxteis e indústrias de tecelagem tradicionais.

Atividades que o governo estadual está a incentivar e a desenvolver.

“Há mais de 50 anos que que faço este tipo de bordado. Os nossos antepassados faziam-no… Hoje, com os turistas, conseguimos fazer dinheiro com os nossos trabalhos”, diz satisfeita esta artesã.

“Vou continuar a andar por aqui. Este é o lugar onde eu nasci. Aqui é onde vou morrer. Estou feliz!”, exclama Devjibhai

Mais sobre le mag