A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Afeganistão de luto

Afeganistão de luto
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Dia de luto nacional no Afeganistão numa altura em que centenas de pessoas continuam soterradas, no nordeste do país. Chuvas torrenciais arrastaram o que restou desta montanha até ao vale onde viviam mais de 2000 pessoas. A aldeia foi literalmente varrida por pedras e lama.

Dois dias depois, são poucas as esperanças de encontrar sobreviventes.

“Quando de se deu o deslizamento tanto eu como os meus amigos viemos para aqui na tentativa de resgatar os nossos familiares, mas não conseguimos. Muitas pessoas morreram, outras ficaram soterradas” refere Mullah Abdul Aziz, um habitante.

Pelo menos quatro mil pessoas ficaram desalojadas. A União Europeia e os Estados Unidos já se mostraram disponíveis para ajudar.

Também, os talibãs se comprometem a baixar as armas para facilitar as operações de assistência.