Última hora

Última hora

Donetsk festeja "Dia da Vitória" aludindo ao referendo

Em leitura:

Donetsk festeja "Dia da Vitória" aludindo ao referendo

Donetsk festeja "Dia da Vitória" aludindo ao referendo
Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de pessoas marcharam em Donetsk, na Ucrânia, esta sexta-feira, para celebrar o “Dia da Vitória”, que marca a rendição alemã, gritando palavras de ordem como “não ao fascismo” e, muitas delas, defendendo o referendo marcado para 11 de maio:

“A separação da República de Donetsk é o primeiro passo, depois vamos ver. Pode ser que possamos juntar-nos à Rússia, mas de forma alguma à Ucrânia”, afirma uma ucraniana, outra acrescenta:

“Nós demos 80% das nossas receitas à Ucrânia e vivíamos pacificamente, mas eles não quiseram esperar até às eleições e vejam o que fizeram.”

Mas nem todos têm a mesma opinião:

“Desde sempre que quisemos estar unidos, não separados. É bom para a economia e para a política. É bom estar na Ucrânia. Mas há pessoas que querem fazer parte da Rússia.”

Alguns veteranos reuniram-se frente ao monumento aos heróis da Segunda Guerra Mundial, para uma homenagem. Donetsk prepara-se para mais uma batalha, um referendo que até Putin pediu para ser adiado mas as autoproclamadas autoridades locais não dão o braço a torcer mesmo que Kiev não reconheça a sua validade.