Última hora
This content is not available in your region

Crédit Suisse paga multa recorde para resolver litígio fiscal

Crédit Suisse paga multa recorde para resolver litígio fiscal
Tamanho do texto Aa Aa

O Crédit Suisse, segundo maior banco da Federação helvética, declarou-se culpado de facilitar a fuga aos impostos nos Estados Unidos e vai pagar uma multa recorde de 2,5 mil milhões de dólares.

O diferendo mantinha-se desde 2009.

A conclusão de um acordo, após semanas de rumores, fez subir as ações do Crédit Suisse, já que não se espera um impacto nas atividades do banco.

O Procurador-geral dos Estados Unidos, Eric Holder, anunciou que “o Crédit Suisse declarou-se culpado das acusações de atividade ilegal generalizada. É o maior banco a assumir culpa em 20 anos. O caso mostra que nenhuma instituição financeira, qualquer que seja o seu tamanho, está acima da lei”.

Os Estados Unidos estimam que o Crédit Suisse detém 22 mil contas de clientes norte-americanos, num valor de cerca de 10 mil milhões de dólares.

Mas, com este acordo, o banco não terá de divulgar dados dos clientes, protegidos pelo segredo bancário helvético, e não perde as licenças nos Estados Unidos.

A multa será contabilizada nas contas do segundo trimestre.