A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Ucrânia: Eleições presidenciais em clima de grande tensão

Ucrânia: Eleições presidenciais em clima de grande tensão
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Na Ucrânia cerca de 33 milhões de eleitores são hoje chamados às urnas. Perto de cem mil efetivos estão mobilizados para garantir a segurança durante a votação, mas isso pode não ser suficiente para garantir o exercício do direito de voto nas zonas pró-Rússia.

Em Donetsk tal, como em outras cidades, a tensão existente entre os separatistas e Kiev é evidente.

«Os ucranianos estão em pânico. Mesmo algo insignificante os assusta.
As pessoas estavam habituadas a viver calmamente e agora temem que a situação vivida na região de Donetsk e no leste da Ucrânia possa afetá-las profundamente”, disse um jovem.

“Tenho medo de ir votar porque pode ser perigoso. Receio que estejam lá homens armados”, afirmou uma jovem.

Os separatistas parecem ter capacidade para impedir que uma parte significativa dos cinco milhões de eleitores que residem nas regiões de Donetsk e Lugansk sejam impedidos de votar.

“Muitas pessoas que encontrámos nesta rua de bares e restaurantes da baixa de Donetsk dizem que há muito menos gente do que habitualmente se vê ao sábado à noite. Talvez seja por causa da tensão existente antes das eleições presidenciais”, sublinhou Sergio Cantone, da Euronews, em Donetsk.