Última hora
This content is not available in your region

Depositantes cipriotas processam União Europeia

Depositantes cipriotas processam União Europeia
Tamanho do texto Aa Aa

Os depositantes dos bancos de Chipre processaram o Banco Central Europeu e a Comissão Europeia. De acordo com os queixosos as duas instituições colocaram-nos “na linha de fogo”, no ano passado, como parte do pacote de resgate do país.

Os depositantes pedem indemnizações por perdas forçadas referentes aos depósitos no Banco do Chipre e no Banco Popular do Chipre.

O acordo de resgate, que permitiu ao governo de Nicósia obter uma ajuda de cerca de 10 mil milhões de euros, incidiu sobre os dois maiores bancos cipriotas e sobre os maiores depositantes, que pagaram 30% sobre depósitos acima dos 100 mil euros.

Os queixosos não revelam qual o valor das indemnizações. Tanto a Comissão Europeia como o Banco Central Europeu escusaram-se a comentar o caso.