Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Novo presidente da Ucrânia declara guerra à corrupção

Novo presidente da Ucrânia declara guerra à corrupção
Tamanho do texto Aa Aa

Reformar a Ucrânia. É o objetivo do novo chefe de Estado Petro Poroshenko que, hoje, falou ao país.

O multimilionário apareceu, na conferência de imprensa em Kiev, ao lado do antigo campeão mundial de pugilismo, Vitali Klitschko, que ganhou a eleição para a câmara de Kiev.

Poroshenko já fez saber que quer por fim à guerra na Ucrânia, mas não só:

“A luta contra a corrupção e a reconstrução de um sistema judicial independente são as grandes prioridades. Penso que o país pode sentir dentro em breve os efeitos dos resultados, resultados esses que significam uma mudança total do poder político ucraniano.”

A partir de agora, o magnata promete dedicar-se exclusivamente à política, mas recusa desfazer-se do canal de televisão 5, um dos mais populares do país.

“Vamos instalar uma nova tradição. A partir de agora quando um pessoa chegar a um lugar de destaque deve vender o negócio a que se dedicava e concentrar o tempo e os esforços para servir o povo. É isso que pretendo fazer” conclui.

Vitali Klitschko decidiu retirar a candidatura às presidenciais, no final de março, e apoiar a de Poroshenko. O antigo campeão de pesos pesados e um dos rostos da oposição durante os protestos em Maidan anunciou, depois, a candidatura à câmara de Kiev.