Última hora

Supervisão do BCE vai custar 260 milhões de euros

Supervisão do BCE vai custar 260 milhões de euros
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

260 milhões de euros – é quanto o Banco Central Europeu vai gastar na supervisão do sistema bancário na zona euro, a entrar em vigor no próximo ano. Trata-se do novo mecanismo estabelecido para evitar as derrapagens que estiveram na origem da crise financeira.

Mas são os próprios bancos que vão arcar com taxas que permitam sustentar este controlo. As maiores instituições vão contribuir com perto de 15 milhões de euros. Cerca de metade dos 130 grupos abrangidos vai desembolsar entre 700 mil e dois milhões de euros. O BCE conta recrutar mais de mil funcionários para concretizar a supervisão, que em Portugal inclui a Caixa Geral de Depósitos, o BCP, o BES e o BPI.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.