Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Soldados do Burundi matam manifestantes na República Centro-Africana

Soldados do Burundi matam manifestantes na República Centro-Africana
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Soldados de manutenção da paz do Burundi ao serviço da União Africana abateram mortalmente duas pessoas durante o segundo de dois dias de protestos em Bangui, a capital.

A União Africana anunciou que os soldados burundianos respondiam a tiros de fogo perto de um quartel.

Os manifestantes estão revoltados. “O que nós estamos a fazer é pacífico e não temos quaisquer interesses políticos. Não estamos a pedir a demissão de ninguém, nós pedimos que as milícias sejam desarmadas. Que aquele quilómetro 5 seja desarmado”, diz um manifestante. “Como solução queremos a partida imediata, no mais curto espaço de tempo, das forças do Burundi. Depois, pretendemos a libertação do quilómetro 5 para que as nossas mães, os nossos filhos e pais possam continuar com o dia-a-dia normal”, afirma outro.

É no quilómetro cinco que está um bairro de maioria muçulmana, reduto de uma milícia armada. Na quarta-feira, no limite dessa área, a igreja de nossa senhora de Fátima foi alvo de um ataque mortal que torna mais difícil a paz entre as comunidades cristã e muçulmana.