Última hora

Última hora

Turquia espera novos protestos um ano depois da crise na Praça Taksim

Em leitura:

Turquia espera novos protestos um ano depois da crise na Praça Taksim

Turquia espera novos protestos um ano depois da crise na Praça Taksim
Tamanho do texto Aa Aa

Um ano depois das grandes manifestações na Turquia, contra a demolição do Parque Taksim Gezi, em Istambul, esperam-se novos protestos em várias cidades do país, incluindo na capital Ancara. Isto apesar do Primeiro-ministro turco, Tayyip Erdogan, ter pedido aos jovens para ignorarem os apelos para marcarem o primeiro aniversário dos protestos.

As medidas de segurança foram apertadas na Praça Taksim. A área foi encerrada e está a ser patrulhada por centenas de polícias vindos de onze cidades turcas.

No início do mês o Conselho de Estado, o órgão máximo da justiça, tinha já anulado, definitivamente, o polémico projeto de reurbanização deste parque.

No país a tensão continua, principalmente depois da morte de um jovem de 15 anos que estava em coma, desde o ano passado, depois de ser atingido por uma bomba de gás lacrimogéneo durante um protesto.