A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Cidadãos ucranianos lamentam a mortes dos soldados

Cidadãos ucranianos lamentam a mortes dos soldados
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Centenas de ucranianos reúniram-se na Praça da Independência de Kiev, para lamentar os 49 soldados ucranianos abatidos pelos separatistas pró-russos no ataque a um avião de transporte militar perto da cidade oriental de Luhansk no sábado.

Os cidadãos lamentam o número concentrados de perdas e reclamam medidas anti- terroristas mais rápidas para evitar que a situação se degrade.

“Os ucranianos estão muito preocupados com o destino da Ucrânia, mas não podemos dizer o mesmo das autoridades. Precisamos de mudanças, por isso é que chegamos a Maidan”.

Temendo a escalada da violência mais de 7,9 mil refugiados ucranianos entraram na região de Rostov, na Rússia, durante as últimas 48 horas.

A população tenta fugir das zonas de conflito através de todos os meios. Os centros de acolhimento de refugiados estão lotados é o caso deste na região de Rostov.