Última hora
This content is not available in your region

Milícias sunitas mostram massacres nas redes sociais

Milícias sunitas mostram massacres nas redes sociais
Tamanho do texto Aa Aa

As mílicias sunitas que semeiam o terror no Iraque postam fotografias nas redes sociais para mostrar a atividade dos seus combatentes massacrando dezenas de soldados iraquianos capturados.

As imagens encontram-se num sítio militante de combatentes com legendas que dizem que as execuções foram para vingar o assassinato de um comandante ISIL, Abdul-Rahman al-Beilawy.

A autenticidade das fotos foi confirmada pela autoridades iraquianas que explicam que a maioria dos soldados deixaram uniformes e equipamentos para trás para escaparem enqunto civis da invasão de Mossul, Tikrit e áreas circunvizinhas. As mortes ocorreram na província de Salahuddin, cuja capital é Tikrit.

A ofensiva dos rebeldes sunitas que ameaça desmembrar o Iraque está a espalhar-se para o noroeste do país.

Enquanto que na capital o avanço está para já travado, violentos combates eclodiram na cidade de Tal Afar 60 quilómetros a oeste de Mosul, perto da fronteira com a Síria.

Segundo testemunhas há combates sangrentos nas ruas e a maioria das famílias estão presas dentro das casas.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.