Última hora

Última hora

Ucranianos em Kiev celebram associação com UE

Em leitura:

Ucranianos em Kiev celebram associação com UE

Ucranianos em Kiev celebram associação com UE
Tamanho do texto Aa Aa

Depois de protestos sangrentos, da anexação da Crimeia, de uma guerra civil no leste e após inúmeras vidas perdidas, muitos ucranianos celebraram esta quinta-feira o acordo de livre comércio com a União Europeia.

“Foi o poder do povo que tornou a Ucrânia independente e fez com que o presidente assinasse o acordo de associação”, diz uma mulher.

Num marco também para a União Europeia, Petro Poroshenko assinou o compromisso com a UE, tal como a Geórgia e Moldávia em Bruxelas.

“A Ucrânia assume compromissos de reformas muito sérios mas é um documento de responsabilidade conjunta. Por isso, no espírito da associação política, nós também esperamos que a União Europeia faça um esforço para apoiar a nossa escolha soberana e proteja a independência da Ucrânia”, afirmou o presidente ucraniano.

A Rússia, que é vista por muitos como tendo uma influência decisiva sobre os rebeldes no leste e que anexou a Crimeia depois da partida do presidente pró-russo viktor Ianukovitch, estima que o acordo terá “sérias consequências”.

No leste ucraniano cumpre-se um frágil cessar-fogo.