Última hora

Ébola faz reunir de urgência OMS e 11 ministros africanos

Ébola faz reunir de urgência OMS e 11 ministros africanos
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A Organização Mundial de Saúde (OMS) e os ministros de onze países africanos estão reunidos de urgência para fazer face a uma ameaça sem precedentes do vírus Ebola.

A OMS afirma que a epidemia da febre hemorrágica “pode ser travada” mas que são “necessárias medidas drásticas”.

Peter Piot, professor da Escola de Higiene e Medicina Tropical de Londres, afirma que “o medo do vírus e a desconfiança das autoridades e dos sistemas de saúde é eventualmente tão mau e perigoso quanto o próprio vírus. E o que agora precisamos é uma campanha de informação massiva, não apenas sobre os factos mas envolvendo líderes locais, os media, os media locais, mais do que peritos de saúde.”

A OMS estima que desde o início da crise na Serra Leoa, na Libéria e na Guiné já morreram 467 pessoas em 759 casos detetados.

O Ebola provoca em poucos dias febre hemorrágica, acompanhada de vómitos e diarreia. Transmite-se com o contacto direto de líquidos corporais ou tecidos infetados de pessoas ou animais.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.