Última hora
This content is not available in your region

Eurocéticos desafiam ambições da presidência italiana da UE

Eurocéticos desafiam ambições da presidência italiana da UE
Tamanho do texto Aa Aa

A presidência italiana da União Europeia, que se inciou esta terça-feira, vai enfrentar pela primeira vez um grupo eurocético no parlamento europeu, para lá de uma extrema direita reforçada.

Uma dificuldade acrescida para a agenda semestral do primeiro-ministro Matteo Renzi que defende um reforço do projeto europeu e evocou mesmo a criação de uns “Estados Unidos da Europa”.

O primeiro tiro desta batalha anunciada foi dado esta terça-feira, durante a apresentação do novo grupo eurocético do parlamento em Estrasburgo, que reúne o Partido da Independência britânico de Nigel Farage e o Movimento Cinco Estrelas do italiano Beppe Grillo.

Interrogado sobre o projeto europeu do primeiro-ministro italiano, o líder populista classificou-o como “uma visão do passado. Não me interessa. Nós estamos na Europa e no mundo e queremos mudar o mundo e temos um projeto maravilhoso”, afirmou Grillo.

A correspondente da euronews afirma, “o semestre italiano vai ser uma oportunidade para assistir a um duelo à distância entre Beppe Grillo e Matteo Renzi. No parlamento europeu Grillo disse que não quer falar com Renzi e que prefere dirigir-se diretamente à chanceler alemã Angela Merkel e ao presidente designado da Comissão Europeia, Jean Claude Juncker”.