A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Novos materiais na indústria aeronáutica

Novos materiais na indústria aeronáutica
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

As companhias aéreas querem poupar no combustível, com aviões mais resistentes e sem por em causa o conforto dos passageiros.

Nos últimos anos, os grandes fabricantes de aviões têm apostado em peças feitas com materiais compósitos: materiais inovadores que prometem tornar os aviões mais leves e resistentes.

“Quando olharmos pela janela do avião no futuro, para a hélice do motor vamos ver um material compósito inovador. No que toca à inovação, o tamanho não conta”, explicou Paul McDowell, repórter da euronews em Farnborough.

Uma das inovações que tem dado que falar é um pequeno material, feito de milhares de nanotubos, desenvolvido pela empresa Surrey Nanosystems.

O material foi apresentado no Salão Aeronáutico de Farnborough, em Inglaterra, um dos grandes eventos mundiais do setor da aviação.

“É um revestimento que absorve a luz. É feito de milhões de pequenas nanopartículas que aborvem 99,96 por cento da luz. É um material usado para neutralizar a luz em sistemas sensíveis como câmaras de infra-vermelhos, satélites de observação da terra e mísseis. É importante reduzir a quantidade de luz direta e obter uma boa relação sinal-ruído”, explicou Steve Northam, responsável da Surrey Nanosystems.