A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Não há consenso no seio da União Europeia

Não há consenso no seio da União Europeia
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Os líderes da União Europeia não chegaram a acordo sobre quem vai ocupar os cargos de chefe da diplomacia da UE e de presidente do Conselho Europeu.

O consenso não está fácil de alcançar. O primeiro-ministro italiano, defendeu a candidatura da sua ministra dos Negócios Estrangeiros, Federica Mogherini, mas diversos países, do leste europeu, vetaram.
A decisão fica assim adiada:

“É necessário um acordo sobre o pacote global: o alto representante, a presidência do conselho e outros elementos. Por isso é necessário um acordo global. Se não houver, não há acordo nenhum. Estou certo que a 30 de agosto tomaremos uma decisão”, afirmou Herman Van Rompuy.

A Primeira-ministra dinamarquesa, Helle Thorning-Schmidt, é a candidata melhor posicionada para assumir o cargo de presidente do Conselho Europeu, mas França mostra reservas porque o país não pertence à Zona Euro.

“O único acordo que foi confirmado é que o chefe da diplomacia europeia deverá ser um candidato do centro-esquerda. Os 28 têm seis semanas para refletir e não têm o direito de errar”, adianta a correspondente da euronews em Bruxelas, Audrey Tilve.