Última hora

Última hora

Bolsas penalizadas pela catástrofe aérea na Ucrânia

Em leitura:

Bolsas penalizadas pela catástrofe aérea na Ucrânia

Bolsas penalizadas pela catástrofe aérea na Ucrânia
Tamanho do texto Aa Aa

As bolsas mundiais estão em queda, pressionadas pela catástrofe aérea na Ucrânia, as novas sanções a Moscovo e a ofensiva militar israelita em Gaza.

A bolsa de Tóquio fechou a perder mais de 1% e na Europa todas as praças estavam no vermelho a meio do dia, com destaque para Atenas e Moscovo.

As implicações e a troca de acusações sobre quem abateu o aparelho da Malaysian Airlines ressentem-se na praça moscovita. O índice RTS caía, a meio, do dia, quase 2,4%. A moeda russa, no conjunto da semana, sofre a maior queda do último ano.

O analista Fidel Helmer explica: “Podemos dizer que o Ocidente vai impor novas sanções à Rússia e a Rússia não ficará de braços cruzados e vai retaliar com sanções. Isso vai afetar o comércio, o que é intolerável para os mercados”.

Frankfurt recuava 0,5% e Lisboa quase 1,4%. O PSI-20 sofre também com as últimas informações relativas ao Banco e ao Grupo Espírito Santo.

O euro mantém-se quase estável num 1,35 dólares.

O petróleo sobe, devido aos receios com o abastecimento.