Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

MH17: Holanda "furiosa" com tratamento dos cadáveres

MH17: Holanda "furiosa" com tratamento dos cadáveres
Tamanho do texto Aa Aa

A Holanda está “zangada e furiosa” com o que se passa no local do acidente do voo MH 17 e veio dizê-lo a Kiev, onde o presidente ucraniano, Petro Poroshenko, recebeu o chefe da Diplomacia holandesa, Frans Timmermans.

“Quero garantir que o governo ucraniano, de acordo com as minhas ordens, está a fazer todo o possível para que a investigação sobre as circunstâncias deste ataque terrorista seja conduzida sob os auspícios da Organização Internacional da Aviação Civil e seja tão transparente quanto possível”, afirmou Poroshenko.

Para já, o ministro holandês tem um objetivo: “Esta tragédia abalou a Holanda nos seus mais profundos alicerces. A minha prioridade é repatriar os nossos cidadãos. As famílias querem enterrar os entes queridos.”

Timmermans, que também foi recebido pelo primeiro-ministro ucraniano, Arseny Yatseniuk, está furioso porque o local do acidente não tem sido respeitado e os corpos das vítimas foram várias vezes deslocados.

Segundo os últimos dados oficiais, das 298 vítimas do avião, 193 eram cidadãos holandeses.