Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Israel confirma desaparecimento de um soldado

Israel confirma desaparecimento de um soldado
Tamanho do texto Aa Aa

A ofensiva israelita na Faixa de Gaza já provocou cerca de 600 mortos, a maioria civis palestinianos. Números que parecem não abalar a determinação do Estado hebraico que já fez saber que a operação vai continuar.

Israel, também, soma baixas. Em duas semanas foram mortos 27 militares e dois civis.

Um porta-voz do exército confirmou, entretanto, o desaparecimento de um soldado, dois dias depois de o Hamas ter reivindicado a captura de um militar.

O Estado hebraico justifica a ofensiva com a necessidade de proteger a população israelita dos roquetes lançados pelo Hamas, a partir do enclave palestiniano, mas para muitos o que está a acontecer em Gaza é autêntico massacre onde nem mesmo os hospitais escapam aos bombardeamentos.

Na tentativa de dar resposta às situações mais urgentes, os Estados Unidos anunciaram o envio de 35 milhões de euros em ajuda humanitária.

As manifestações contra a ofensiva israelita multiplicam-se dentro fora do território palestiniano numa altura em que os esforços diplomáticos continuam sem surtir efeito.

O conflito entre Israel e o Hamas ocorre depois das fações palestinianas terem decidido formar um governo de unidade nacional.