A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

China: Escândalo alimentar afeta cadeias internacionais de "fast-food"

China: Escândalo alimentar afeta cadeias internacionais de "fast-food"
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A polícia de Xangai deteve cinco pessoas no âmbito de uma investigação a fornecedores chineses de cadeias internacionais de comida rápida. A empresa é suspeita de vender carne fora de prazo ou contaminada no processo de elaboração.

O escândalo abrange a China e o Japão.

Entre os detidos estão o presidente e o diretor de qualidade da Shangai Husi Food Co, a unidade chinesa da norte-americana OSI Group. Foram também apreendidas mil toneladas de carne suspeita.

O escândalo levou empresas como McDonalds, Starbucks, KFC e Pizza Hut a retirarem produtos de venda.