Última hora

Última hora

Moscovo diz ter criado corredor humanitário para receber feridos ucranianos

Em leitura:

Moscovo diz ter criado corredor humanitário para receber feridos ucranianos

Moscovo diz ter criado corredor humanitário para receber feridos ucranianos
Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades russas afirmam ter recebido 21 soldados ucranianos, feridos, que cruzaram a fronteira com a Rússia, na noite de sábado, depois de Moscovo ter aberto um corredor humanitário.

Os soldados terão ficado feridos, durante uma troca de tiros, próximo de uma fronteira entre a Ucrânia e a Rússia. Um destes homens, explica o que se passou:

“Houve um tiroteio na fronteira de Dolzhansky e houve uma grande quantidade de feridos. Pedimos aos guardas da fronteira russa para abrirem um corredor humanitário. Eles fizeram-no e prestaram os primeiros socorros aos feridos”.

As autoridades ucranianas não confirmam esta situação.

Para os soldados, alegadamente ucranianos, o regresso é uma possibilidade mas a que custo?

“Quem passar os testes físicos pode regressar, quem não passar não pode. Eu não acho que consiga passar, perdi o olho esquerdo”, diz um soldado, alegadamente, da Força Aérea ucraniana.

Moscovo adianta, ainda, que dois guardas fronteiriços e cerca de 40 soldados ucranianos, terão abandonado os seus postos, cruzado a fronteira e ter-se-ão entregado às autoridades russas.

O Ministro da Defesa ucraniano já reagiu a esta informação dizendo que estão a investigar a, alegada, deserção.