Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

ONU está chocada com novo ataque a escola de Gaza

ONU está chocada com novo ataque a escola de Gaza
Tamanho do texto Aa Aa

São imagens chocantes que retratam mais um drama vivido em Gaza. Israel bombardeou mais uma escola, a terceira, desta vez na cidade de Rafah. Três milhares de palestinianos, segundo as Nações Unidas, estavam aqui refugiados quando um míssil atingiu o edifício.

Quatro crianças, um bebé e cinco adultos morreram neste ataque, mais de três dezenas de pessoas ficaram feridas. Fontes no terreno dizem que entre os mortos está um funcionário das Nações Unidas.

O Exército israelita não comenta o assunto mas para a ONU estes bombardeamentos são incompreensíveis:

“Divulgámos a localização das escolas aos militares israelitas, várias vezes. Eles conheciam estes refúgios. Como é que isto continua a acontecer? Porque continua? Não faço ideia, não tenho palavras para o descrever, não percebo”, diz surpreendido Robert Turner, diretor operacional da Agência das Nações Unidas para os refugiados palestinianos.

As vítimas mortais do ataque deste domingo, não é claro se todas ou nove delas, pertenceriam à mesma família. Os seus funerais já ocorreram.

Enquanto prosseguem os combates, nas últimas horas morreram, pelo menos 30 palestinianos. Desde o início do conflito, há quase um mês, mais de 1700 palestinianos já morreram, de acordo com o porta-voz do Ministério da Saúde, na sua maioria civis.