Última hora

Turquia: Eleição de Erdogan para Presidente abre corrida ao governo

Turquia: Eleição de Erdogan para Presidente abre corrida ao governo
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Recep Tayyip Erdogan, de 60 anos, está confirmado pela Comissão Eleitoral da Turquia como 12.° presidente daquele país euro-asiático. Os resultados não são oficiais, mas resultam do escrutínio de 99 por cento dos votos, que já permitem garantir ao até aqui primeiro-ministro turco uma vitória com mais de metade dos votos.

O líder do AKP terá sido o preferido de 52 por cento dos eleitores turcos contra os 38,5 de Ekmelledin Ihsanoglu e os menos de 10 por cento do curdo Selahattin Demirtas. A vitoria de Erdogan deixa vago, no entanto, o lugar de primeiro-ministro.

A corrida para um novo governo já está, por isso, em andamento e, nas próximas semanas, prevê-se que o próprio Erdogan ainda lidere as reuniões do AKP para escolher um novo líder para o partido, que será, igualmente, o candidato a suceder-lhe à frente do governo.

Ao lado da mulher Emine, na varanda da sede do AKP, Erdiogan festejou e, logo no domingo à noite, proferiu o primeiro discurso de vitória. “Hoje a vontade do povo turco venceu uma vez mais. Hoje a democracia voltou a vencer. Aqueles que não votaram em mim são tão vencedores quanto aqueles que votaram. Assim como aqueles que não gostam de mim ganharam tanto como os que me querem bem”, afirmou o primeiro Presidente turco eleito pelo povo e não nomeado pelo parlamento, como aconteceu até 2007.

A festa prolongou-se por várias horas junto à sede do Partido da Justiça e Desenvolvimento, o AKP.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.