Última hora
This content is not available in your region

Coluna humanitária russa ainda sem "visto" para entrar na Ucrânia

Coluna humanitária russa ainda sem "visto" para entrar na Ucrânia
Tamanho do texto Aa Aa

Enquanto a coluna de veículos com ajuda humanitária russa avança em direção à Ucrânia, prossegue a polémica sobre a forma como esta ajuda poderá entrar em território ucraniano.

A Rússia justifica o envio de víveres, água e medicamentos pela situação catastrófica em que a ofensia militar ucraniana deixou as populações de Donetsk e Lugansk.

O ministro russo dos Negócios Estrangeiros, Sergey Lavrov, disse que “foram tidos em consideração todos os requisitos da Ucrânia para esta operação, incluindo a estrada que foi sugerida por Kiev apesar de ser um caminho mais longo em relações a outras por onde poderia passar a ajuda humanitária”.

Mas Kiev suspeita das intenções humanitárias de Moscovo e impõe condições.

O vice-ministro ucraniano dos Negócios Estrangeiros afirmou, em conferência de imprensa: “Em Donbass usam o pretexto da ajuda humanitária e da assistência, mas estão só a arranjar desculpas para a agressão”.

Tanto a Ucrânia como diversos países ocidentais suspeitam que o objetivo da Rússia é ajudar os rebeldes pró-russos de Lugansk e Donetsk, encurralados pelo exército ucraniano.

A coluna humanitária russa, com mais de 260 camiões deve chegar esta quarta-feira à fronteira com a Ucrânia. Falta saber como vai chegar às zonas onde a ajuda é necessária.