A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

NATO denuncia incursão russa na Ucrânia

NATO denuncia incursão russa na Ucrânia
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A Ucrânia diz ter destruído grande parte de uma coluna militar russa que entrou na última noite no leste do país. Moscovo negou ter efetuado qualquer incursão e denunciou, da parte de Kiev, “tentativas para tentar fazer fracassar” a ajuda humanitária enviada pela Rússia.

Jornalistas britânicos no local foram os primeiros a informar da entrada de mais de duas dezenas de blindados russos na Ucrânia. O secretário-geral da NATO confirmou esta tarde que “na última noite se assistiu a uma incursão russa, através da fronteira ucraniana”. Anders Fogh Rasmussen disse que “isso confirma o facto de que assistimos a um fluxo contínuo de armas e combatentes provenientes da Rússia em direção ao Leste da Ucrânia”.

Depois de um contacto telefónico entre o presidente ucraniano e o primeiro-ministro britânico centrado no incidente, Londres convocou o embaixador russo para pedir explicações acerca da eventual incursão.