Última hora
This content is not available in your region

UE apoia envio de armas aos curdos iraquianos

UE apoia envio de armas aos curdos iraquianos
Tamanho do texto Aa Aa

A União Europeia apoia a decisão individual dos Estados membros de enviarem armas aos curdos no Iraque. Numa cimeira em Bruxelas, os ministros dos Negócios Estrangeiros dos 28 adotaram a posição comum de apoio a quem quiser participar no esforço contra o Estado Islâmico que já provocou inúmeros mortos e milhares de refugiados.

Os chefes da diplomacia da União voltaram a alertar a Rússia contra toda a incursão militar na Ucrânia, reagindo a informação de que blindados russos entraram em território ucraniano, uma dado entretanto desmentido por Moscovo.

Catherine Ashton declarou que os “28 apelam à Rússia para cooperar com a comunidade internacional para acabar com a crise e para garantir a integridade territorial da Ucrânia, pelo futuro do povo ucraniano no seu próprio país.”

Os ministros dos Negóciso Estrangeiros da União Europeia advertiram ainda a Rússia para o facto de que qualquer ação militar unilateral russa será considerada uma flagrante violação da lei internacional e que consideram estender as sanções, de acordo com o evoluir da crise no terreno.