A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Banco da América aceita dar compensação milionária a vítimas do "subprime"

Banco da América aceita dar compensação milionária a vítimas do "subprime"
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

É um valor recorde o da penalização que o Banco da América aceitou pagar às autoridades dos Estados Unidos para encerrar o controverso caso dos “subprime”: 16 mil e 600 milhões de dólares, o que equivale a dizer 12 mil e 400 milhões de euros. Quase metade desse dinheiro será canalizado para clientes que foram apanhados na crise dos créditos imobiliários de 2008.

O procurador Tony West realça que esta decisão resulta “num dos maiores planos de redução de dívida alguma vez efetuados através de uma só instituição financeira. O seu impacto pode beneficiar centenas de milhares de americanos que lutam para enfrentar o peso da crise financeira.”

O Banco da América era acusado de vender hipotecas tóxicas, de alto risco, antes da crise que rebentou há seis anos, que provocaram prejuízos astronómicos aos compradores. A instituição afirma que este acordo vai gerar uma queda nos ganhos do terceiro trimestre deste ano superior a 40%.