Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

EUA: O último adeus a Michael Brown

EUA: O último adeus a Michael Brown
Tamanho do texto Aa Aa

Foi um adeus emocionado a Michael Brown. O jovem, de 18 anos, morto por um agente da polícia norte-americana, no passado dia 9. Centenas de pessoas assistiram à cerimónia, na igreja Batista de St. Louis, no Missouri. A cerimónia durou mais de uma hora e foram várias as pessoas que quiseram deixar o seu testemunho entre elas amigos do jovem mas também personalidades como o controverso representante da igreja Batista e político Al Sharpton. O homem que em 2004, foi candidato à nomeação democrata, para a eleição presidencial norte-americana, garantiu que será feita justiça. Também estiveram presentes Martin Luther King Jr. III, o realizador de cinema Spike Lee e três representantes da Casa Branca.

O FBI tem mais de 40 agentes no terreno a investigar a morte de Michael Brown. Um júri, representativo da população do condado de St. Louis, onde 70% da população é branca, está a decidir se há provas suficientes para acusar o agente que alvejou o jovem.