Última hora
This content is not available in your region

Amnistia Internacional alerta para limpeza étnica no Iraque

Amnistia Internacional alerta para limpeza étnica no Iraque
Tamanho do texto Aa Aa

A Amnistia Internacional alerta que o grupo armado “Estado Islâmico” está a proceder a uma limpeza étnica no norte do Iraque.

De acordo com um relatório da organização, publicado terça-feira, estão a verificar-se vários crimes de guerra na região, como execuções em massa de membros de minorias étnicas e religiosas.

A situação humanitária no Iraque preocupa a comunidade internacional. O Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas vai enviar uma missão ao país para investigar as violações cometidas pelo Estado Islâmico do Iraque e do Levante e, identificar os responsáveis ​​pelos crimes, com vista a levá-los à justiça.

“As atividades terroristas do Estado Islâmico são inaceitáveis à luz dos direitos humanos internacionais e da lei humanitária internacional”, afirma o secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon.

Mais de 1 400 pessoas foram mortas e mais de 1 300 feridas em combates e outros incidentes violentos em agosto no Iraque. Um balanço feito pela missão da ONU em Bagdade (UNAMI).

Combatentes do Estado Islâmico tomaram o controlo de vastas zonas no norte do pais, fazendo recuar as forças curdas e forçando milhares de pessoas a fugir.

Os “jihadistas’” raptaram e recrutaram, ainda, crianças como combatentes.